Região

Vereador cobra do Estado recuperação de trecho que liga rodovias PR-465 e PR-558

Operação tapa buraco não está mais resolvendo o problema.
Trecho de 1,6 quilômetro tem causado transtorno a usuários devido a situação da pista

A falta de conservação em rodovias estaduais na região da Comcam tem se tornado um pesadelo aos municípios e causado muitos transtornos aos usuários, que além de prejuízos em manutenção dos veículos correm sérios riscos de acidentes. Na cidade de Araruna, distante 21 quilômetros de Campo Mourão, a situação não é diferente. Um trecho de 1,6 metro, que faz ligação das rodovias PR-465 à PR-558 está intransitável. Além de buracos por todo o lado, as irregularidades na pista tornam a passagem pelo local um tormento.

Preocupado com a situação, o vereador Wagner Malaco (PR) está requerendo ao governo do Estado, a recuperação urgente do trecho. Recentemente, ele levou o deputado estadual Paulo Rogério do Carmo (PSL) ao local para mostrar a situação da pista. “A ideia é que o parlamentar reforce este pedido para o nosso governador”, falou Malaco.

De acordo com o vereador, cerca de 80% da população de Araruna trafegam pelo trecho, principal rota de acesso das mais de 40 empresas que fazem parte do parque industrial da cidade. “Foi feita uma operação tapa-buraco recentemente, mas os buracos já estão abrindo novamente. A população e a os empresários da cidade que pagam seus impostos já não aguentam mais tantos transtornos e sofrimento”, disse.

Segundo ele, a operação tapa-buraco foi um serviço paliativo realizado em conjunto pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER) de Campo Mourão e prefeitura da cidade. No entanto o vereador cobra o recape em CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado á Quente), que suporta o tráfego do local. “Não adianta fazer tapa-buraco que cada vez só piora mais a situação. Este trecho precisa de uma reformulação completa, inclusive com projeto de escoação da água pluvial que atualmente escorre tudo para o meio da pista”, falou.

PERMUTA

Malaco informou que no ano passado o município fez uma permuta com o Governo do Paraná, repassando a responsabilidade do trecho ao Estado. Em contrapartida assumiu um trecho PR-465 que faz a ligação do parque industrial até a entrada da cidade. “Quando era do município ainda recebia algumas melhorias, mas depois que passou para o Estado ficou abandonado”, desabafou.

Segundo ele, como muitos usuários não estão utilizando o trecho devido a situação do local, estão chegando à cidade pela rodovia PR-558, alongando o percurso da viagem em cerca de 8 quilômetros. “Estamos na esperança de que o Governo possa dar mais atenção para Araruna, não é justo o que estamos passando. Para você ter ideia só a AJ Rorato recolhe por mês mais de R$ 1milhão ICMS, ou seja, a cidade é muito industrializada e tem uma grande importância dentro do Estado, acredito que merece mais atenção do Governo”, cobrou.