Curiosidades da Saúde
Ataques de raiva aumentam risco de infarto

Se popularmente dizemos que o ano se inicia após o Carnaval, nada melhor que usar essa data para recomeçar a escrever para o site.

Passado as férias do início do ano e Carnaval chega a hora de voltarmos à rotina de trabalho, estudos e demais compromissos. Toda essa responsabilidade nos leva muitas vezes a passar por situações estressantes e ataques de raiva. No entanto, cuidado com esses ataques.

Um estudo realizado pela Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard é o primeiro a confirmar, com bases estatísticas, a relação entre emoções fortes e risco cardíaco, embora as causas biológicas exatas ainda sejam desconhecidas.

O trabalho levou em consideração mais de seis mil eventos cardiovasculares, entre os anos de 1966 e 2013.

Os resultados apontam que nas duas primeiras horas após um ataque de raiva, o risco de uma pessoa sofrer um infarto é quase cinco vezes maior em relação aos momentos em que não há abalo emocional. E há uma probabilidade três vezes maior de ter um acidente vascular cerebral, o chamado derrame.

Ainda segundo o estudo, em um grupo de 10 mil pessoas com baixo risco cardiovascular que se aborrecem apenas uma vez por mês, registra-se um ataque cardíaco a mais do que a média das pessoas que são mais calmas e não passam por ataques de raivas.

Elizabeth Mostofsky, da Harvard School of Public Health de Massachusetts informa que "apesar de o risco de sofrer um problema cardiovascular agudo seja relativamente baixo com apenas um ataque de raiva, ele aumenta entre pessoas que têm ataques freqüentes, principalmente para os que possuem mais fatores de risco ou para os que tenham sofrido ataques cardíacos, derrames ou tenham diabetes".

Esse é o primeiro estudo realizado com um grupo tão expressivo e confiável de casos. No entanto, a pesquisa não determina as causas biológicas da relação entre a raiva e os ataques cardíacos. Porém, muitos autores apontam que o estresse emocional aumenta a frequência cardíaca e a pressão sanguínea podendo provocar trombose e consequentemente levar ao Infarto e Derrame.

Então agora que começou o ano, vamos tomar cuidado e nos estressarmos menos. E logo vai chegar a Copa do Mundo, e aí o Brasil infelizmente vai parar mais uma vez.

Fonte: Saúde Plena