Sociedade e Desenvolvimento
Bom líder é aquele que ouve com humildade

“Saber ouvir estabelece um vínculo de confiança, que é o fundamento de todos os relacionamentos duradouros”. Brian Tracy

James Hunter, autor de “O Monge e o Executivo”, salienta que o bom líder influencia, deixa a sua marca nos outros e está sempre disposto a ouvir com humildade aqueles a quem lidera.

A verdadeira liderança envolve amar os outros, servi-los, tratá-los como você quer ser tratado, é o que diz em outra passagem do livro.

Sabe aquela frase que diz que Deus nos fez com duas orelhas e uma só boca, para ouvirmos mais do que falamos? Quando assumimos uma posição de liderança, ela se torna ainda mais verdadeira e necessária.

Senão vejamos: se sua liderança for acompanhada de um cargo de autoridade, possivelmente você começará a sofrer de um mal chamado impaciência. Seu cargo de chefia ou gerência pressupõe responsabilidade por resultados, e aí, a disponibilidade de ouvir começa a ficar mais rara. Esse é um erro grave, pois, quanto mais você se afasta da “linha de frente”, mais precisa ouvir as pessoas para saber o que se passa na organização.

Conheço organizações em que a Diretoria ouve somente seus gerentes imediatos. Não se preocupa em criar canais informais de comunicação, conferir de vez em quando a opinião de seus colaboradores nas áreas de operação.

Suas orientações, então, passam a pertencer a um modelo autocrático, com visão limitada e decisões precipitadas. Seus colaboradores estão limitados a ouvir sempre a opinião do “chefe”, mas seu grau de comprometimento é cada vez menor.

Ao contrário, quanto maior seu grau de autoridade, maior deve ser sua capacidade de ouvir. Somente uma interação real e sincera permitirá que os seus colaboradores confiem em você, e depositem suas ideias, opiniões e sentimentos nesta relação.

O escritor Jim Rohn (autor de As sete estratégias para a prosperidade e a felicidade, 2007) afirma que um dos maiores presentes que se pode dar a uma pessoa é a atenção. Acredito que esse presente seja mútuo, pois ao começar a ouvir com humildade e atenção, você se surpreenderá com o que vai aprender!

E, se quiser reclamar quando seus funcionários o deixam, lembre-se: quando as pessoas deixarem de acreditar que você as ouve, procurarão alguém que o faça.

___

Carlos Alberto Facco - Secretário de Desenvolvimento Econômico de Campo Mourão | [email protected]