Pedro Washington
Luto

Morreu na noite de domingo, em Curitiba, por volta das 20 horas, o jornalista e colunista político Pedro Washington, aos 82 anos de idade. Ele sofria de enfisema pulmonar e morreu vítima de uma parada cardíaca. Seu corpo foi cremado ontem, no final da tarde, na capela Vaticano, onde foi velado.

Pedro Washington era especializado em assuntos políticos e assinou colunas em vários jornais do Paraná. Assessorou personalidades da política e da administração pública paranaense. O jornalista era assessor do presidente estadual do Partido Democratras (DEM) do Paraná, deputado estadual Elio Rusch.

Segundo amigos jornalistas, ele era um profundo conhecedor da política do Paraná. "Era uma enciclopédia viva, exerceu a política mesmo sem mandato, o poder dele era o da opinião. Ele era um conciliador", comentou a colega de profissão, Tisa Kastrup, que trabalha na assessoria de imprensa de Rusch.

Homenagem

Em 2012, o Plenário da Assembleia Legislativa, por unanimidade aprovou o voto de congratulações a Pedro Washington. A homenagem foi proposta na época pelo líder da bancada do PMDB, deputado Caíto Quintana, em reconhecimento pela obra "Paraná Político - História e Folclore", uma coletânea de crônicas e relatos sobre a política paranaense.

Panorama

Pedro Washington escrevia para o Jornal Indústria e Comércio e assinava colunas em diversas publicações do Estado, onde comenta sobre a política e coisas do cotidiano do Paraná e dos paranaenses. Como resultado de seu trabalho, o jornalista expandiu seus horizontes de atuação e foi responsável também pelo "Jornal Bravos Amores", que circula na Praia dos Amores no litoral de Santa Catarina.