Blog não localizado :(
José Eugênio Maciel
Nem tomada nem retomada

“Lutemos por um mundo novo. Um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à juventude e segurança à velhice”.

Charles Chaplin

O Brasil vive momentos tão críticos que apontar exemplos de problemas agudos é difícil quando se trata de apontar quais são os mais greves e emergencialmente mais gritantes.

Legalmente previsto mas moralmente inaceitável é o recesso parlamentar. Deputados e senadores federais gozarão o recesso, termo elegantemente esculpido para cobrir com manto transparente o que é, na verdade, férias no meio do ano.

Independentemente das condições e do mérito, a reforma da previdência ficará para quando os parlamentares após o merecido gozo. O brasileiro que espere! Que se desespere.

Demandas na Justiça que esperem o regresso dos senhores ministros do Supremo Tribunal Federal, também de recesso.

Brasileiros, esperem! Não se desesperem! Não se exasperem!

A economia estagnada aponta que é pouco declarar que este ano é de dificuldade, que por si só se soma aos anteriores. Economia sinalizada de há muito como década esvaida caracterizada pela recessão.

O horizonte é sem perspectivas. O que se tem é ilusão com o que chamam de uma nova previdência. Delírio tal qual a da reforma trabalhista, o discurso apologista apregoava a geração de empregos, pois o peso do poder público só atrapalhava e que as garantias sociais para os trabalhadores estariam preservadas.

O velho chavão é tão novo quanto cansativo, a relação da economia como questão política e a política como questão econômica, que sozinhas ou separadas se espraiaram de há muito na aridez da inapetência governamental e a incapacidade e o desalento da chamada iniciativa privada, que continua dependente do fomento ou privilégio público paternalista.

Temos o silêncio e o ruidoso do governo que não se governa e da oposição sem posição.

Fases de Fazer Frases (I)

O estafeta está estafado com o estafe dele.

Fases de Fazer Frases (II)

O bom de briga não é quem ganha. É quem sabe evitar brigar.

Fases de Fazer Frases (III)

O preconceituoso evidencia a inferioridade quanto maior se julgar superior.

Fases de Fazer Frases (IV)

Olhares não se encontram quando não se tocam. Se trocam.

Olhos, Vistos do Cotidiano (I)

400 vagas para a construção da nova ponte que ligará Brasil e Paraguai. E são 11 mil os que querem trabalhar. Apenas é um dos muitos exemplos dramáticos socialmente do desemprego que avassala o Brasil.

Olhos, Vistos do Cotidiano (II)

Deslizem acontecem, mas de professores são considerados imperdoáveis erros no uso da fala, sobretudo os mais graves. O presidente da APP – Sindicato, ao responder perguntas dos repórteres a respeito da reposição das aulas, após a suspensão da greve, advertiu que cada escola fará o calendário de reposição. Até aqui, tudo bem. A questão é que ele falou de “consenso, geral, de todos”, à Rádio Bandeirantes – Maringá. Inexiste consenso da maioria ou de uma parte, consenso é sempre de todos, ou seja, consequência de unanimidade. O presidente da APP é Hermes Silva Leão, professor de Educação Física e pedagogo.

Farpas e Ferpas (I)

Não se deve dizer tudo que sabe, pois ninguém sabe tudo.

Farpas e Ferpas (II)

Pau para toda obra, ditado popular não só entre carpinteiros e marceneiros…

Farpas e Ferpas (III)

Ninguém dá a palavra se não a tiver.

Reminiscências em Preto e Branco

Embalagens imprimem o prazo de validade. Devemos aproveitar bem a vida quando a validade está no prazo a nos embalar.

___

José Eugênio Maciel | [email protected]