Campo Mourão

Acadêmico de Direito do Integrado apresentará artigo em Congresso Internacional

A questão dos refugiados ganha cada dia mais destaque nos noticiários nacionais e internacionais. Na Europa, a crise dos refugiados de países em guerra ganhou o mundo há alguns meses. No Brasil, o tema veio à tona com força total quando refugiados da Venezuela começaram a migrar para cidades brasileiras na fronteira com Roraima. A crise de refugiados venezuelanos é o tema do artigo do acadêmico do 6º período do curso de Direito do Centro Universitário Integrado, Gabriel Carvalho dos Santos, que apresentará o trabalho no III Congresso Internacional de Direitos Humanos de Coimbra, da Universidade de Coimbra, em Portugal.

O evento, que será realizado de 15 a 17 de outubro, trata-se de um congresso de alto nível, em uma das mais renomadas e tradicionais faculdades de Direito do mundo. O artigo, que foi aprovado pela Comissão Científica e será apresentado pelo acadêmico, foi intitulado: "A Síndrome de Narciso e a segregação aos refugiados venezuelanos". O estudante, que já participou de outros congressos, terá a primeira experiência em um congresso internacional. O acadêmico conta que se interessou pelo tema justamente quando a migração dos refugiados entrou em um estado crítico, em meados de março. "O primeiro ponto que eu pensei foi uma forma de crítica à forma como a sociedade encara a questão dos refugiados. O preconceito que algumas pessoas possuem em relação a esses imigrantes e até mesmo a hipocrisia delas em aceitar e apoiar a migração na Europa, mas, quando se trata do próprio país, acham ruim ou agem com violência", destaca Santos.

Santos diz ainda que o trabalho se justifica pela relevância e importância do tema para os Direitos Humanos. "Levando o tema para o Direito em si, o artigo destaca como o preconceito e a segregação influenciam a sociedade de uma forma geral. Essa é a principal contribuição que o artigo pode deixar", comenta Santos. O estudante teve o apoio da docente da disciplina de Direito Penal, Bruna Azevedo de Castro, que ajudou no processo de correção do artigo, segundo o acadêmico.

Gabriel conta que, para ele, representar o Integrado e o curso de Direito neste congresso é muito importante e gratificante. "Eu já participei de outros congressos, até mesmo no Conccepar neste ano, mas esta será a primeira experiência em um congresso fora do país e, para mim, é um privilégio muito grande poder levar o nome da Instituição internacionalmente", garante Santos.

Para o coordenador do curso de Direito do Centro Universitário Integrado, Robervani Pierin do Prado, essa aprovação do trabalho é simbólica, pois representa que o curso está no caminho certo. "Essa aprovação demonstra que nós possuímos um ensino de excelência, que busca sempre a melhor preparação para que o futuro profissional do Direito possa exercer o seu papel da melhor forma possível", garante Prado. Além disso, o coordenador destaca que o Integrado oferece todo o apoio para que os acadêmicos desenvolvam esse tipo de atividade científica na Instituição.