Policial

Mulher é acusada de furtar o próprio irmão deficiente visual

A Polícia Militar (PM) de Peabiru registrou uma ocorrência no mínimo inusitada na noite dessa segunda-feira (11). Uma mulher de 46 anos foi presa acusada de furtar o próprio irmão que é deficiente visual, um homem também de 46 anos. Para o crime, ela teve a ajuda de um comparsa, um presidiário do regime semiaberto, de 36 anos, que estava de tornozeleira eletrônica no momento da prisão.

O soldado Vitor Hugo, da PM, informou que a polícia foi solicitada pela vítima, identificada como Valdemir Patrício dos Santos, a comparecer a uma residência na rua Souza Naves, área central da cidade. Ao chegar ao local, foi informada que sua irmã e outro homem que estava com ela, haviam furtado R$ 400,00 de sua carteira.

Segundo Santos, a acusada pediu a quantia de R$ 50,00 para um táxi, mas quando devolveu a carteira do mesmo, o valor subtraído era outro. Diante da denúncia, a polícia realizou rondas pelo município, localizando e prendendo os acusados, que o tempo todo negaram o crime. Conforme a PM, o homem que estava com a mulher é preso do regime semiaberto e fazia o uso de tornozeleira eletrônica no momento da prisão. Ele tem passagem por porte ilegal de arma.

Com o acusado, os policiais encontraram R$ 119,00. Com a irmã da vítima, não foi encontrado valor algum. Diante da situação, ambos foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil da cidade para procedimentos cabíveis.