Campo Mourão

Presbiteriana Renovada desenvolve o projeto “Semeando Campeões”

Projeto vem sendo desenvolvido há cerca de dois anos.
["Participam atualmente do projeto cerca de 30 alunos adultos e seis crian\u00e7as"]

A IV Igreja Presbiteriana Renovada desenvolve há cerca de dois anos em Campo Mourão, o projeto Semeando Campeões/IV IPR, proporcionando à comunidade, acesso a instruções de Jiu jitsu esportivo e a prática do mesmo para a defesa pessoal.

O objetivo é a integração e socialização de crianças, adolescentes e mulheres por meio da arte marcial. O projeto foi iniciado pelo Pastor Takemi José Luiz Tagata, da IV Igreja Presbiteriana Renovada de Campo Mourão, por meio de seu filho Aliã, que vislumbraram no esporte uma maneira de disseminar a palavra de Jesus nos corações dos atletas.

Para realização do projeto, a Igreja cedeu o espaço para ministrar as aulas, uma sala com iluminação adequada de espaço amplo e de fácil acesso às pessoas da comunidade e ainda os tatames necessários para a prática do esporte. Participam atualmente do projeto cerca de 30 alunos adultos e seis crianças.

As aulas são realizadas às segundas e quartas-feiras, a partir das 19h30 para os interessados a partir de 12 anos e, às sextas-feiras, às 19h30, treino para combate (competição).

Jiu jitsu na escola

O projeto Semeando Campeões também atende na Escola Municipal Monteiro Lobato. Começou no mês passado, com a finalidade de ensinar o Jiu Jitsu para defesa pessoal a crianças da comunidade. O projeto foi iniciado pelo Instrutor Dionata com o apoio do Instrutor Ricardo. De acordo com os organizadores do projeto, como a metodologia do Jiu Jitsu se baseia na disciplina, isso influenciará no ambiente escolar e no rendimento do aluno.

Para mulheres

O projeto também tem espaço para o público feminino, com objetivo principalmente de garantir a defesa pessoal das mulheres. Começou em 19 de março desse ano, na Escola Monteiro Lobato, com a finalidade de ministrar aulas de defesa pessoal para mulheres da comunidade. À frente do projeto estão o Instrutor Dionata e Ricardo. Atualmente conta com 12 alunas, entre 12 e 60 anos. O atendimento ocorre às terças e quintas-feiras, às 19hs.

“Os benefícios para as mulheres são enormes. Começando pela estética, o Jiu-Jitsu trabalha todos os músculos do corpo, principalmente o abdómen, os ombros, os braços e o quadril. Acelera a capacidade cardiovascular e respiratória, além de aumentar a flexibilidade”, explicam os coordenadores do projeto. Segundo ele, por ter grande exigência anaeróbia e ser muito isométrico, o Jiu-Jitsu faz com que a mulher desenvolva toda sua força.

Conquistas em 2019

Em de Abril deste ano, uma equipe com 10 alunos do Projeto Social compôs a equipe da Gracie Barra Campo Mourão para participar da Copa da Amizade de Jiu Jitsu em Umuarama. A equipe garantiu sete medalhas – uma de ouro, duas de prata e quatro de bronze.